quarta-feira, 31 de março de 2021

Cabo Pereira e a Turma do Colégio

Cabo Pereira e a Turma do Colégio
Leandro Godoy
Revisão por Luiz Falcão
Brasil, 2021
criado para a #jam_64nuncamais


Cabo Pereira e a Turma do Colégio

Um larp de Leandro Godoy.
Revisão por Luiz Falcão.


"O cabo Pereira é um rapaz comum, de uma família brasileira mediana. Passou pelo golpe de 64 acreditando na legitimidade do processo, e em 68 com o AI5 viu tudo como algo natural, que jamais atingiria os seus familiares e conhecidos. Até o dia de hoje…"

Em geral, defensores de ditaduras e golpes como o de 64 entendem que a opressão jamais alcançaria a si e aos seus entes queridos. Este é um larp feito para confrontar esse pensamento.

USTRAJE

USTRAJE (link)
Coral Amarelo, com a colaboração de Luiz Falcão.
Brasil, 2021
cirado para a #jam_64nuncamais

[USTRAJE] é um [LARP] criado para a #JAM_64NUNCAMAIS, promovida em 2021 pelo estúdio de jogos Coisinha Verde.

Essa é a participação da [CORAL AMARELO], com a colaboração de Luiz Falcão.
[Nº DE JOGADORES] a partir de 3 jogadores
[TEMPO DE JOGO] 1 a 3 horas
[MATERIAL NECESSÁRIO] dois pedaços de papel por jogador; canetas; uma tira de pano (venda/mordaça)
[MATERIAL OPCIONAL] trilha sonora. Som de líquido pingando num balde de metal, por exemplo.

A Vida dos Outros

A Vida dos Outros (link)
Dino Machado
Brasil, 2021
criado para a #jam_64nuncamais

Criei esses dois jogos larps [NE: A Vida dos Outros e Segredos de Liquidificador] para a #JAM_64NUNCAMAIS promovida pela editora coisinhaverde para não esquecer a ditadura civil-militar (1964 - ????)
 
Esses jogos podem se passar durante a mencionada ditadura, caso o grupo de jogadores esteja familiarizado com o período e se sinta a vontade para viver esses enredos ali... ou ainda, na próxima ditadura, situada aqui, para fins poéticos e dramáticos, no ano de 1964 2048.
 
Para ter ambas as experiências, eu recomendo que se jogue A VIDA DOS OUTROS nos anos 1970, após o AI5 (ou mesmo em 1968, como desdobramento direto do ATO)  e SEGREDOS DE LIQUIDIFICADOR em 2048. Se os jogadores não se sentirem a vontade para brincar com o contexto real do Brasil nos anos de chumbo, recomendo que experimentem a liberdade criativa de jogar em 2048 (uma boa pedida pode ser evitar dar detalhes demais sobre o contexto e se concentrar em ações e relações).

A VIDA DOS OUTROS

UM GRUPO SUBVERSIVO SE REÚNE NUM APARELHO (um apartamento ou similar) PARA DEBATER OS PRÓXIMOS PLANOS DE SUAS AÇÕES. SÃO INTELECTUAIS, ATORES, ESTUDANTES, TALVEZ ENTRE ELES, ALGUMA DISSIDÊNCIA MILITAR? O TEMPO TODO, SÃO OBSERVADOS E ESCUTADOS, SEM SABER, POR UM AGENTE DO REGIME, ESPECIALMENTE DESIGNADO PARA IDENTIFICAR E ANTECIPAR SEUS PRÓXIMOS PASSOS.


Segredos de Liquidificador

Segredos de Liquidificador (link)
Dino Machado
Brasil, 2021
criado para a #jam_64nuncamais

Criei esses dois jogos larps [NE: A Vida dos Outros e Segredos de Liquidificador] para a #JAM_64NUNCAMAIS promovida pela editora coisinhaverde para não esquecer a ditadura civil-militar (1964 - ????)
 
Esses jogos podem se passar durante a mencionada ditadura, caso o grupo de jogadores esteja familiarizado com o período e se sinta a vontade para viver esses enredos ali... ou ainda, na próxima ditadura, situada aqui, para fins poéticos e dramáticos, no ano de 1964 2048.
 
Para ter ambas as experiências, eu recomendo que se jogue A VIDA DOS OUTROS nos anos 1970, após o AI5 (ou mesmo em 1968, como desdobramento direto do ATO)  e SEGREDOS DE LIQUIDIFICADOR em 2048. Se os jogadores não se sentirem a vontade para brincar com o contexto real do Brasil nos anos de chumbo, recomendo que experimentem a liberdade criativa de jogar em 2048 (uma boa pedida pode ser evitar dar detalhes demais sobre o contexto e se concentrar em ações e relações).

SEGREDOS DE LIQUIDIFICADOR

EM UM INTERROGATÓRIO QUE SE ARRASTA POR DIAS, TALVEZ SEMANAS OU ATÉ MESES, A ÚNICA PESSOA QUE O PRISIONEIRO EXAUSTO VÊ É SEU ALGOZ. AO MESMO TEMPO, DEPOIS DE ARREBENTAR AS PORTAS DE SUA MENTE E PENETRAR À FORÇA A INTIMIDADE DE SEU PRISIONEIRO, O INTERROGADOR NÃO DESEJA ESTAR COM MAIS NINGUÉM.



sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Queremos Guerra!

Queremos Guerra! (link)
Luiz Prado
Brasil, 2021

Aflito com a imagem do governo e das forças armadas frente ao desastre da pandemia, o alto oficialato do exército, da marinha e da aeronáutica do Brasil decidiu criar uma guerra para desviar a atenção da população e tentar recuperar algum moral. 

Generais do exército, almirantes da marinha e brigadeiros da aeronáutica estão em reunião extraordinária para decidir:

1 - Com qual país entrarem guerra
2 - Que motivos usar para convencer a população
3 - Como começar o conflito

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Evangelho 2020

Evangelho 2020 (link)
Luiz Prado
Brasil, 2021

Neste jogo, as pessoas assumem o papel de bolsonaristas arrependidos.
Elas são chamadas de evangelistas, porque, além de segui-lo, se empenharam em difundir suas ideias.
Jair Bolsonaro é chamado de messias caído.

Acredito que entender as razões de quem apoia o horror é determinante para traçar estratégias de luta.
Acredito também que o larp é produção de conhecimento e instrumento de combate.

- Luiz Prado, ano da pandemia.

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Novas atualizações


Não olhe para trás é a estreia de um veterano. Primeiro roteiro para larp (larpscript) de Leandro Godoy, um dos fundadores da Confraria das Ideias e certamente um dos mais importantes criadores e realizadores de larp do mundo. Neste larp para jogar online, por meio de vídeo-conferência, um grupo de pessoas que é assombrado todas as noites por uma entidade maligna se encontra virtualmente para partilharem seus temores e buscar uma solução.

Piadas para escombros, do sorocabano Vitor Soriano (Coral Amarelo) é um larp de humor onde comediantes experientes voltam para o bar onde começaram suas carreiras para despedirem-se dele. Um larp com uma forma bem solta, permite que os jogadores participem dele com diferentes níveis de engajamento e de forma bastante espontânea.

O também sorocabano Almoço de Domingo, criado pelo Coral Amarelo para o GameJam Faça Você Mesmo (FVM) Gen Con 2020 (este ano organizado pela Editora CHA - Contamos Histórias Alternativas) é uma tradicional reunião de família, em torno de uma macarronada, após muito tempo afastada (depois de uma pandemia, talvez?). O jogo usa mecânicas de gestão de recursos, em formatos temáticos, para dar ritmo e adicionar conteúdo às discussões à mesa.

Do arco da velha - Resgatados



Diário de uma Mutação, de Ygor Speranza (de Anatomistas de Babel), é um jogo solo, missivista, inspirado pelo filme A Mosca do diretor David Cronenberg. O jogador narra seu processo de transformação numa criatura hedionda.

The Cool Club foi o larp criado pelo Tiago Junges (Kaldjorn, Kampfest, Coisinha Verde...) para o FVM 2014. O larp é uma reunião de um clube de leitores hipsters competitivo, auxiliado por um dispositivo móveis.

O noruguês Tango para Dois, de Even Tømte e Tor Kjetil Edland, foi o "primeiro larp nórdico feito no Brasil" (mais ou menos isso) pelo Boi Voador em 2011. Na história, duas equipes se encontram para uma parceria, mas cada um dos personagens carrega consigo seus desejos e instintos reprimidos (representados por outro jogador) que poderá interferir em suas ações.



Navegue livremente, ache seus larps do coração, jogue com seus amigos... e conte pra gente do que mais gostou!



Permanecem de fora deste blog
 os seguintes autores:
Jonny Garcia                          - Tiago Braga
que disponibilizam seus larpscripts em seus respectivos sites.



Quem tiver alguma contribuição
 pode enviar para o email:
nplarpbr [ at ] gmail.com (lembre-se de substituir o [ at ]  por @ )

(atualizado dia 17/07/2020)